«

»

ago
11

Vitória da confiança

O Pelotas venceu o Guarany, de Bagé, por 2 a 0 e poderia ter feito mais. A vitória é importante para dar confiança e tranquilidade para os próximos 10 dias de treinamento antes da partida contra o Riopardense. O time do Guarany não é dos melhores, tecnicamente é bem pior que o Pelotas. Essa superioridade ficou provada do início ao fim. Mesmo com um jogador a menos, em todo o segundo tempo, foi o Lobo que comandou a partida.

Ainda é um começo de trabalho.  A equipe só irá acertar-se com o decorrer da competição. Ontem começou a mostrar sinais de padrão de jogo. Bola no chão e posse de bola. O Lobo não teve pressa para furar a retranca do adversário. Trocou passes, virou o jogo, até achar os espaços. Os dois pênaltis foram marcados corretamente.

O 4-4-2 (4-2-2-2)

A linha defensiva mostrou segurança com Xaro, Fernando Cardozo, Júnior Paulista e Uillian Corrêa. Ullian, improvisado na lateral-direita, foi o grande destaque do jogo. Mostrou-se seguro e foi bem quando acionado para o apoio. Vai acabar botando pressão em Rondinelli.

O maior problema do Lobo foi à transição entre meio e ataque. Cleiton e Sapucaia ainda não encaixaram devido ao primeiro estar jogando muito centralizado. O futebol dele cresce quando joga pelos lados do campo. Carlos Augusto deu uma saída mais qualificada e com maior velocidade de trás. É o melhor parceiro para Nunes.

Rafael Paraíba teve tranquilidade e categoria nas cobranças dos pênaltis. Pode ganhar confiança e assim aproveitar as oportunidades criadas por Clodoaldo.  Gavião foi bem no jogo. Todas as alterações foram bem feitas e em nenhum momento o Lobo acabou abrindo mão do gol. Philco sabe jogar, tem técnica e dribles rápidos. Pecou em não simplificar em algumas jogadas.  Maicon e Bastos ficaram pouco tempo em campo e mesmo assim criaram duas oportunidades de gol.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.