«

»

jul
07

4-3-3 do Progresso

Depois de postar sobre os meninos da Boca, após vitória na primeira partida das quartas de final da Copa FGF Sub-17,  trago a vocês o Progresso que fez 3 a 1 no jogo de volta. A partida foi disputada na Boca do Lobo e o placar garantiu a classificação, rubro-negra, para semifinal da competição.

No 4-3-3 com triângulo de base baixa, o Progresso se impôs ao Pelotas e conquistou a classificação

Precisando vencer por dois gols de diferença para conquistar a vaga, o técnico Lambari escalou um Progresso bem ofensivo. No 4-3-3, com triangulo de base baixa, o time rubro-negro ocupou bem os espaços do campo, dominou a posse de bola e foi superior na maior parte do jogo.

Na linha defensiva, Lambari, optou por Leoni um lateral-direito com características ofensivas. Pelo lado esquerdo Felipe era o lateral que apoiava menos, principalmente pelas constantes saídas de Nicolas ao ataque. Foi o camisa 8 que abriu o marcador, num golaço de fora da área. Antes do gol Peitinho, o outro volante da equipe, já havia arriscado de fora da área e quase surpreendeu o goleiro Nielsen.

O camisa 10, Canhoto, era o responsável pela armação das jogadas. Jogando como referência no passe conseguiu municiar o ataque constantemente. Não ficou apenas centralizado, variava para aproximar em Peixe e Matheus. No segundo tempo invadiu a área e bateu firme na saída de Nielsem, marcando o segundo gol dos visitantes. O camisa 7, Matheus, foi o destaque do jogo. Atuando aberto pelo lado esquerdo, movimentou-se bastante abrindo a defesa do Pelotas e deixando espaço para o avanço de Canhoto e dos volantes.

A defesa também tem de ser elogiada. Foi segura e não falhou. O goleiro Samuel foi muito bem nas bolas áreas. No gol de Juninho, para o Pelotas, o goleiro não teve culpa alguma. O grande mérito do Progresso foi conseguir neutralizar a posse de bola do Lobo e manter o time a frente. Sem a bola os três atacantes ficavam sobre a linha divisória do gramado esperando o passe para fazer a transição ofensiva.

Escrevi no outro post que o Progresso não era favorito, principalmente, por não ter vencido o Pelotas em três confrontos anteriores. Mas, o futebol é apaixonante por ser surpreendente. E foi. Dentro de campo o Progresso mostrou uma atuação bem superior as outras e foi merecedor da vitória.

Para o Pelotas sobra o parabéns a todos os envolvidos no projeto. Fazer uma campanha como essa no campeonato não é para qualquer time. O trabalho tem de ser reconhecido. Foi um jogo, onze contra onze, em que os jogadores do Progresso foram superiores.

3 comentários

Nenhuma menção ainda

  1. Volcan disse:

    Isso é o desenho tático do Football Manager? ahaha abraço

    1. guerreiro disse:

      UIAEHUAEHA

      Infelizmente não. É um software que me custou bem mais que o Football Manager.

      Abraço

      1. Mauricio Mesquita disse:

        Mas eu sempre te disse que não precisava comprar nada. Que dava pra usar o Football Manager… né, o mané?

        Depois dessa tua análise me convenci que o Kerr não sabe nada de futebol mesmo. haahahha

        Abração

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.