«

»

dez
24

Renovações

No mundo mágico do futebol quando falamos em ‘renovação‘ logo pensamos em jogadores, contratos ou patrocinadores. Mas a renovação que mais importa não é nenhuma dessas. É uma outra muito mais simples, passional e irracional: a renovação da esperança. E esperança no futebol é algo meio incoerente. Ela se manifesta de forma desorganizada. Aparece em todos os inícios de competição, mas também se faz presente em jogos decisivos e em lances de bola parada. Dependendo do andamento da partida, ela pode ficar no estádio em tempo integral ou pode ir embora já no primeiro minuto de jogo. E ela não anda sozinha: do seu lado direito tem o otimismo, do esquerdo a mania de ver a realidade.

Munidos do tal otimismo, podemos projetar 2013 como um ano promissor para o futebol pelotense. O Pelotas monta aos poucos um time que parece promissor. Apostou em nomes desconhecidos no viciante interior do estado, mas – ao mesmo tempo – famosos pelos campos afora. E tudo isso com um uniforme novinho em folha. Logicamente isso não é nem de perto o que mais importa em uma competição, mas quem não gosta de estar bem vestido? A Adidas acrescenta – no mínimo – mais qualidade ao clube. O Brasil chegou a final da Copa Hélio Dourado após cinco anos longe de decisões e vem apresentando jogadores desde novembro para a disputa da Série A2. Isso sem falar na Copa do Brasil, que certamente vai movimentar a cidade. O xavante está acostumado com campeonatos nacionais, mas o mata-mata contra possíveis adversários de grande expressão vai entrar pra história do clube. Um belo presente para a nova geração de torcedores que tanto ouve falar do Campeonato Brasileiro de 1985. E o Farroupilha, tantas vezes coadjuvante, provou no último ano que planejamento pode ser um diferencial. Chegou até a última partida com chances reais de classificação. É bem verdade que o último resultado foi um balde de água fria gelo, mas o Fantasma mostrou que pode, sim, assustar muita gente por aí. E é impressionante como tem gente que se assusta fácil.

Projeções à parte, 2012 deixou a desejar por alguns detalhes. Esse contexto de final de ano sempre traz muitas mensagens de amor e fé. Nós, torcedores, carregamos isso no peito durante todo o tempo. Sabemos como ninguém o valor da vitória e o custo da derrota. Mais uma vez renovaremos a esperança. O ano novo vem com tudo. É melhor acompanhá-lo desde o início para não precisar correr atrás.

3 comentários

Nenhuma menção ainda

  1. Dudu disse:

    Belo texto feliz 2013 meu querido amigo!

  2. Lopes Leandro disse:

    muito obrigado, Dudu! e muita sorte ao vovô no ano que vem!

  3. Marcia disse:

    Belo texto, Leandro. Tudo muito bem lembrado. Faço apenas uma ressalva, gostaria de ver – Xavante, em negrito, como os outros clubes.
    Beijo grande.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.